Dieta Low Carb emagrece mesmo?

Bom dia!🌻

Mas afinal o que é uma dieta Low Carb? Tentarei explicar de maneira simples. Do Inglês Low, significa BAIXO, ok? e não ZERO , nadica de nada de Carboidrato, mas sim “pouco”, “baixo”, e Carb vem de CARBOIDRATO, e o que são carboidratos?

Os carboidratos também podem ser chamados de glicídios ou açúcares, e eles são a principal fonte de energia para os seres vivos, estando presente em diversos tipos de alimento. Com exceção do mel, todos os carboidratos são de origem vegetal, como os cereais (arroz, trigo, aveia etc.), as raízes e tubérculos (batata, aipim, cenoura, beterraba etc.), as leguminosas (feijão, ervilha, soja etc.), as frutas (banana, manga, maçã etc.) entre tantos outros. Os carboidratos podem ser classificados em três grupos: monossacarídeos, dissacarídeos e polissacarídeos. Os monossacarídeos são açúcares muito simples, e seus principais representantes são a glicose (fabricada pelos vegetais durante a fotossíntese), a frutose (encontrada no mel) e a galactose (presente no leite).Os dissacarídeos são formados pela união de dois monossacarídeos, e seus representantes mais conhecidos são a sacarose e a lactose.

 

A dieta Low carb é uma estratégia de alimentação utilizada desde o século 19 no tratamento da obesidade. Significa não basear a alimentação em grãos, pães, massas e bolos, e sim em vegetais (principalmente verduras e legumes), oleaginosas, azeite de oliva, frutas (com certas restrições em cada caso) e gordura natural dos alimentos (carne de animais e ovos).

Bem diferente do que os guias e pirâmides atuais nos trazem, só para se ter uma ideia a recomendação atual é que a alimentação deva fornecer de 45 até 65% vindo dos carboidratos (a base da pirâmide), como na pirâmide abaixo:piramide-alimentar

Já nas dietas Low Carb esse percentual vai de 10 a 30% em média, dependendo do caso, esse cálculo quem faz é o nutricionista baseada na rotina e necessidades individuais do paciente. Dietas com menos de 10% de carboidratos são consideradas dietas cetogênicas, as quais nenhuma fruta pode ser consumida, propositalmente para que o organismo utilize a gordura como fonte de energia (corpos cetônicos) daí o nome cetogênica. A dieta cetogênica tem suas indicações, prazo curto e sobre hipótese alguma deve ser feita sem acompanhamento de um profissional.

⁉️O que consumir nas dietas Low Carb?

Como disse acima a alimentação é baseada em vegetais, algumas frutas (depende da fase), carnes, ovos, gorduras (SIM!!! gorduras de origem animal, do azeite, das castanhas, do abacate – Já ouviu o termo HI FAT também né? Por isso!), oleaginosas, alguns grãos e farinhas de baixo índice glicêmico, nada de industrializados, por esse motivo ela é confundida pela dieta do paleolítico (a qual pode ser tema de um outro post) ou ainda dieta da proteína (mas não é viu gente!!!).

 

⁉️Quem pode fazer?

A dieta Low Carb, pode ser feita por todas as pessoas desde que bem indicadas. Ainda em estudos, o comprometimento da performance por atletas, sabe-se que podemos ensinar o corpo a utilizar como fonte de energia as gorduras e não os carboidratos, para isso temos que adaptar esse atleta.

Outro estudo interessante, mostrou que pessoas portadoras do alelo A para obesidade do gene FTO, não respondem a dietas Low Carb,  ganham peso rapidamente, além é claro de toda frustração, assim como estratégias tipo o jejum intermitente, não funcionaram em pessoas com tal alteração. Mas nutri preciso fazer o exame? Não necessariamente, são exames que ainda custam muito caro, mas é aí que entra o profissional que vai te avaliar e indicar ou não a dieta.

Para finalizar, a dieta Low Carb não traz riscos à saúde a longo prazo e pode ser feita por quem tem como objetivo: emagrecimento, tratamento de Diabetes, esteatose, hipercolesterolemia, resistência à insulina, síndrome metabólica e outras. Consiste em apenas diminuir o teor de carboidratos da dieta, induzindo o corpo a  uma adaptação que pode levar até 8 semanas para acontecer. Durante e após esse período, o organismo passa a ter sua principal fonte de energia proveniente de gorduras (alimentação e corporal).

A fome é reduzida, bem como o volume que se come. A glicemia baixa e se estabiliza, uma vez que não há mais picos e rebotes causados pelo consumo alto de carboidratos, e o emagrecimento acontece.

 

Deve ser orientada por um nutricionista e quando bem empregada, pode ser levada sem grandes dificuldades pelo tempo necessário até que se atinjam os resultados. De lá a reintrodução de carboidratos pode acontecer gradualmente até que se entenda qual a quantidade ideal para cada indivíduo manter o consumo sem desenvolver complicações.

Espero que tenham gostado do post, compartilhem!😉

Beijo da nutri 💋

Instagram: @anagluck

Não encontrou o que estava procurando? Busque no site

Intolerância à lactose – Sinais e Sintomas

Bom dia🌻 Você sabia que a lactase (enzima que digere a lactose) está diminuída em…

Creme de Papaia e Sementes (para intestino preso)

Bom dia!🌻 Hoje a receita é um creme delicioso de papaia com sementes de linhaça…

Cravo – Adoçante Natural

Bom dia! 🔅 O cravo tem um sabor quente, doce e aromático, que evoca os…

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Chame no WhatsApp