Você sabe escolher Azeite de Oliva?

Bom dia!🔅

Para escolher um bom azeite de oliva é preciso ter paciência e ler o rotulo, não só a parte da frente, mas tire o frasco e leia o rotulo de trás. Veja quais informações devem ser levadas em consideração na hora da escolha:

Ano de colheita. Diferente de um bom vinho, o azeite não melhora com a idade. Se o ano de colheita não é mencionado, tente comprar o estiver com a data de expiração mais longe.

Dar prioridade ao produto que é produzido e engarrafado em seu país de origem. Um produto que é produzido em um país e enviado para outro para ser engarrafado, sofre mais com o processo de oxidação.

Acidez. De acordo com a legislação da União Europeia, o azeite de oliva extra virgem tem que apresentar uma acidez livre, expressa em ácido oleico. Quanto menor a acidez, melhor o azeite.

Fabricado com 100% de azeitonas (sem soja, girassol, etc).

Garrafa de vidro escuro (não de plástico, nem de metal). A luz prejudica as qualidades do azeite. Uma boa dica é escolher sempre o vidro do azeite que está no fundo da prateleira (longe da luz).

Procedência. Há centenas de diferentes tipos de azeitonas e a cor não diz muito sobre a qualidade. Todos os anos, a natureza pode apresentar uma realidade diferente e a maturação da fruta no momento da colheita desempenha um grande papel. Por exemplo, um azeite turvo pode significar menos filtragem. Assim, o ideal é comprar azeite em lojas que permitam a degustação para sentir o sabor e o aroma.

Em casa, para armazenar um azeite de qualidade boa, você tem que se preocupar com 3 fatores que podem degradá-lo: ar, luz e temperatura. Portanto, mantenha-o bem fechado, longe do calor (por exemplo o fogão), e luz. Fazendo isso, sua qualidade se manterá por três meses após a abertura. Se ele for guardado em um lugar (como uma adega) que o produto permaneça em temperatura constante, em torno de 18 graus, poderá durar mais tempo.

Para combater a possibilidade de um óleo “fake” , não puro, existem selos de qualidade que alguns países fornecem, como o DOP (Denominazione d’ Origine Protetta) – selo usado nos óleos europeus – e da organização norte-americana chamada California Olive Oil Council (COOC), que podem ajudar na escolha da procedência. Uma certificação orgânica também pode ser útil.

Receita – Croutons de Batata-Doce

Bjo💋
Nutri Ana

Instagram: @anagluck

Não encontrou o que estava procurando? Busque no site

Purê de Grão-de-Bico ao Curry

Bom dia!🌻 Bora para MAIS uma receita MARA 🙌😋 600g de cenoura 1 unidade de…

Chá para cólica menstrual

Bom dia!🔅 Cólicas menstruais? Que tal esse chá? 1 colher de sopa de calendula 3…

Nutrição para a Pele

Bom dia! 🔅 Levanta o dedo quem não quer ter uma pele bonita! É claro…

Comentários

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Chame no WhatsApp